Cartão de Visita do Facebook

domingo, 29 de novembro de 2015

MANHÃ

MANHÃ

A primeira luz
Tépida frialdade
Morna claridade
A manhã seduz

Vestida de entardecer
Despe pelo chão a madrugada
Ungida de sol a nascer

Rompe as horas do amanhecer
Traz da noite a escuridão
A luminosidade rasgada
De estrelas pelo chão
E a lua amanhecida
Um traço feito pela mão
De luz e frio tecida
Na manhã bordada
Um fio fino clarão
A ponto cheio
Assim sentida
De sol pelo meio
Assim acordada
Amanhece a vida
Assim tingida
Da clara alvorada
Acontecida
...

musa — em Praia da Granja.

Sem comentários: