Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

INESPERADA

Na escuridão
A luz chegou
Inesperada
O cabrão
Apunhalou
Metralhada
Uma nação
Europeia
Rompeu
A teia
Iluminada
A chama incendiada
Negra e feia
Mordeu de dor
A vida
Tombou no chão
O ódio o mal o terror
Pela bala perdida
Desse cabrão
E desesperada
Em sangue escorre
Na boca de cena
Pálida serena
A humanidade morre
Inesperada
...

musa

Sem comentários: