Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 27 de outubro de 2015

OLHAR DE LUZ

Deste lado da cidade um porto adormecido
No espelho das águas o rosto do casario
Trauteando de memória um porto sentido
De quem atravessa a ponte e fica olhar o rio

E vejo- te assim todas as noites iluminado
Cais de além onde os rabelos vão dormir
Nos braços do Douro já tão cansado
Das viagens e dos sonhos embalando sentir

É tão bonito o cais visto assim da Ribeira
Céu de estrelas chão de amor alma tão bela
Olhar de luz coração a bater dessa maneira

Assim tão palpitante que parece ganhar vida
Do lado de cá do rio imortalizado na tela
O pintor dá-lhe brilho com uma lágrima sentida
...

musa

Sem comentários: