Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

MINERVA

MINERVA
Prometo amar sem reserva
Aceitar todas as esperas
Pacientar saudade tardia
Ser deusa mulher Minerva
Química sentidos quimeras
Fogo desejo sabedoria

Das artes comércio magia
Horas de intensa intimidade
Fazer do teu corpo poesia
Versos de louca cumplicidade

O teu toque como quem cura
Uma dor tecida em tecelagem
E despe de pudor mulher madura
A pele de vontade e de voragem

Coruja em voo silencioso serena
Noctívaga de atento e doce olhar
Prometo sentir-te em cada poema
Fosse em ti esse abismo de mar

Naufraga de frio calor excitação
Vagas revoltas de loucura prazer
Ondas de azul cor profundidade
Das palavras ternas a sedução
Das mãos as bocas a endoidecer
Das silabas caladas a saudade
O amor feito de ternura e tesão
...

musa

Sem comentários: