Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

LUA VERMELHA

LUA VERMELHA
Prometi contar ao poeta
Como a vi por entre suspiros
Lá longe furtiva secreta
Lua vermelha de delírios

Espelho acobreado do sol distante
Tão grande majestosa imponente
Faz lembrar um valioso diamante
De reflexo prateado de luz quente

Por instantes, vestida de um luto profundo
Assim tingida de negra cor aveludada
Viúva cobiçada dos olhares de todo mundo

Quantos versos já não lhe fizeram por ai
Cantando a em toda à parte musa amada
Por ela me enfeiticei e de inspiração a senti
...

musa

Sem comentários: