Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

VERSOS SEM TI

Há silêncio nas pedras molhadas
Beijos do mar na escadaria
Onde lágrimas eu verti
Conchas soltas bordadas
A ponto de pérola e poesia
Versos sem ti

As ondas vêm subir as escadas
Em passos frios de sal e sentidos
As pedras humedecem cansaços
Em altas horas as madrugadas
Murmuram ecos em búzios perdidos
As ondas estendem vagas abraços
Ao mar os olhos afundam vencidos

Além o sol húmido alaranjado poente
Na força das ondas deixa-se cair
Esvaído frágil lânguido doente
Bola de fogo de luz a esvair
Pranto de maresia
Sal a ruir
Poesia
...

musa

Sem comentários: