Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

LUMINOSIDADE

São de luz as palavras
A luminosa serenidade que as encandeia
O fio solto brilho e claridade
Do fogo aceso que as incendeia
Na estranha tarde
A resgatar a escuridão
Ténue lucidez da frialdade
Em brancura negridão
O fulgor breve do sentir
Quietude que arde
A refulgir
Placidez adormecida fanal
Alumiando a eternidade
Que da palavra a ressurgir
Alcança a sua imortalidade
Alma nirvana carnal
Luminosa altiva
Um grito do além
Humana e viva
Também
...

musa

Sem comentários: