Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 1 de junho de 2015

PRANTO

Chorei hoje a minha morte
Abraçada à solidão
O corpo frio da vida
Lívida imagem despida
De adornos vestes porte
A palidez da negridão
No branco sangrento corte
A escorrer de pranto
Amargo de boca a dor
Pelo prazer da paixão
Timidez desencanto
Tem uma lágrima a cor
A morte o encanto
Tão pouco e tanto
Real ilusão
Torpor
...

musa

Sem comentários: