Cartão de Visita do Facebook

sábado, 2 de maio de 2015

SERENIDADE

SERENIDADE
Parte de mim é serenidade maternal
Luz que do olhar amanhece
Metade do meu ser é docilidade de mãe
É força em profundidade espiritual
Alma que do vento se fortalece
E do azul do mar também
Do céu e do chão sepulcral
Pedaço de terra de ninguém
Coração de arame farpado
Parte e metade rasgado
Às vezes olhado com desdém
Sem nunca se sentir amado
E sempre desnorteado em rebeldia
Fruto do sonho e da fantasia
Triste lhe dita a sina do destino
Em sereno descontentamento
A cada passo perde se do caminho
Erra a vida e o sentimento
Dos sentidos o desatino
A morte em pensamento
...
musa

Sem comentários: