Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 12 de maio de 2015

DELITO

DELITO

Era só o sangue a ranger
Entre a carne e os ossos a cartilagem
A humidade suada a escorrer
Fazendo estremecer a engrenagem
E todos os sentidos em correria
Estranha delinquência
O dolo delito
Da inocência
Sangrenta e fria
Mordida num grito
Carnal heresia
...

musa

Sem comentários: