Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 6 de abril de 2015

TARDIO SENTIR

TARDIO SENTIR
Já é primavera outra vez
E dentro de mim
Este inverno demorado
Tardio sentir
Verde honradez
Frio sem fim
Tempo esverdeado
Primaveril
Talvez
O silêncio a iludir
O olhar cansado
O rosto espantado
A natureza a explodir
O rebento viril
Dos sentidos em mim
Quase somente pranto
As lágrimas da estação
A humedecer o jardim
A derramar o desencanto
Da primavera solidão
Temperada frialdade
No morno sentimento do coração
Renasce quieta e florida a saudade
...
musa

Sem comentários: