Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 6 de abril de 2015

INFÂNCIA

INFÂNCIA
Pedaço de tempo desbotado
Dos olhos tão escondido
Das lembranças perdido
Das saudades sentido
Para além do sentir recordado
Metade de mim dos meus dias
Volta a chamar te infância
Pudesses ouvir este chamamento
As minhas tristezas e as minhas alegrias
Do que ainda em mim é essa criança
Que não me sai do pensamento
E é tão viva lembrança
A avivar o sentimento
De tão saudosas fantasias
Queria tanto ouvir a tua voz
O teu riso de menina
Quimeras ousadias
Magias euforias
Chamar por ti
Ainda serias
O que senti
...
musa

1 comentário:

maria melo disse...

A cadência das palavras e a beleza do sentimento.b