Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 24 de março de 2015

HOJE te TRAGO SILÊNCIO - RIP Morreu Herberto Helder, o poeta dos poetas



HOJE te TRAGO SILÊNCIO

Manchei as palavras de lágrimas
E havia tanto silêncio por dizer
Ainda não morreram os versos
Dos tempos perdidos dispersos
Agonizam as horas até morrer
E calado e quieto ficaste
Na sombra que nos deixaste
Quando partiu o teu ser
Silenciado

Nas folhas nuas de sentidos
Recusas o nome nos livros
Em refrão amordaçado
Emudeces teus gemidos
Sem nunca esquecer
Os olhos cansados
De escrever
Silente
Sentido

Morria a morte em mestria
Domadas sombras das palavras
O silêncio dessa hora de agonia
Honrava em sentido o poema
Tivesse sido a morte serena
Em leito ungido poesia
No silêncio de todas as mágoas
Os versos em euforia
...
musa

Sem comentários: