Cartão de Visita do Facebook

domingo, 29 de março de 2015

AMOR VIÚVO

Levaram-na ao entardecer fora de tempo
Um gélido frio abriu-lhe a alcova tumular
O leito de agonia a florescer pensamento
Essa última morada onde foste a sepultar

Dos meus braços arrancaram-te mulher
Banho de lágrimas manto grito ardente
Metade de mim enquanto na terra viver
Há-de amar-te para sempre eternamente

Ignóbil morte o arrepio profundo lamento
Que te roubou mãe dos filhos que me deste
E me deixou agonizar de dor e sofrimento

Morreu parte do meu ser assim enviuvado
O amor que te vigia do alto luto do acipreste
Sou eu viúvo além de olhar triste e desolado
...

musa

Sem comentários: