Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

LUA DE FRUTOS VERMELHOS

LUA DE FRUTOS VERMELHOS
Amei frutos vermelhos
Na penumbra ensanguentada
Escorre da escuridão
O sangue das luas mutante
Nas estrelas a patina dos espelhos
Cardume iluminado da imensidão
Tingindo luz e sonho o pomar distante
Onde vou colher amoras de paixão
Amar sem dizer do tempo
A intemporal prece assim murmurada
Escorre da alma denominada
Oração do pensamento
Doce prazer
Há em cada fruto a alvura do nada
Talvez sem querer
Reza ou sentimento
Os frutos vermelhos da madrugada
Rompendo de luz a noite escura
Um gosto rubro de alvorada
Amanhecida loucura
...

musa

Sem comentários: