Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

SINOS DA ALMA - Patxi Andion, Aqui


SINOS DA ALMA

Esta madrugada os sinos não se calaram
Trouxeram hinos de silêncio por entre pranto
Brilharam como pérolas lágrimas que choraram
A vida desprendida da teia viva do desencanto

Tocaram baladas entrelaçadas de gritos de dor
Ao som dos sinos em todas as torres das igrejas
As aves esvoaçaram asas de penas e de amor
Eram lábios e olhos rubros como maduras cerejas

Toda a manhã se ouviu os sinos da alma dorida
Que sinais de angustia levam os ventos em oração
Choram de tristeza amarga e plenamente sentida

Ainda se podem ouvir murmurando o chamamento
Em silenciada prece ecoa profunda desilusão
Há na voz dos sinos a dos anjos em sentimento
...

musa

Sem comentários: