Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

MÃE - Dalida - Maman


MAMÃ

MÃE Oh minha mãe de Dezembro
O tempo inscreve se no teu olhar
Das datas que sempre lembro
Das ausências que embalas silenciadas
De um tempo inteiro que parece parar
Nas tuas mãos adormecidas cansadas
A vida que ainda te deixa ficar
Para sofreres e amar

Os meses passam intemporais
Os dias que te pesam no peito
As horas que nunca são iguais
Os sonhos que embalas no leito

O doce inverno frio bravo que te viu nascer
Trouxe as tuas mãos travo de mel adocicado
As dores do parto quatro vezes para sofrer
O agridoce do teu ser imaculado
Teu nome Maria da Conceição
Na alma o sentido e a devoção
O coração fechado
Em consagração
...
musa

Feliz Aniversário minha Mãe

Sem comentários: