Cartão de Visita do Facebook

domingo, 2 de novembro de 2014

TEU COLO DE MÃE AUSENTE

TEU COLO DE MÃE AUSENTE

Morreste a tarde morna ainda
O frio que veio ao entardecer
A luz desfalecida o olhar finda
O dia morto pranto entristecer

Partiste Mãe teu colo ausente
Recebe as lágrimas por chorar
Dor que o peito ainda consente
Nos lábios o beijo ficou por dar

Pressentida a morte trêmula tarde
Acolhe do regaço brando sentido
Vela que se apaga e não mais arde

O tempo minha Mãe resta tão vazio
Sentimental longínquo perdido
Pensamento réstia instante pavio
...

musa

Sem comentários: