Cartão de Visita do Facebook

sábado, 8 de novembro de 2014

QUERER DE AMAR E TANTO NÃO TER - Mafalda Veiga- " Velho "- Mafalda Veiga (legendado)


QUERER DE AMAR E TANTO NÃO TER

E o tempo chega de palavras anuentes
De um verso vendido a um forrasteiro
De olhares perdidos no meio de gentes
Que acabam sozinhas no mundo inteiro

Desse amor gratificado que vende ilusão
Um punhado de gente que se perde tanto
Quando é sentir roubado em doce pranto
Pelas ruas onde se arrasta meiga a solidão

Amar e tanto não ter somente por querer
Que angustia afere intima docilidade emoção
Abraço que apertado de vida não quer morrer

Querer de amar e tanto não ter e tudo desejar
A vida essa senhora que amante consome desilusão
Tantos braços apertados num só profundo doce olhar
...

musa

Sem comentários: