Cartão de Visita do Facebook

sábado, 6 de setembro de 2014

SETEMBRO TALVEZ

Entra aberta a porta aos dias esfriados a luz pouca
Talvez seja o Outono pela mão de Setembro
Desses dias no passado já quase não lembro
As folhas amarelecidas na luminosidade louca
As memórias sentidas como preces ladainhas
Coisas da intimidade tão secretas tão minhas
Há muitos anos meses dias se passaram talvez
E tenham regressado ao presente outra vez
Pela porta entreaberta ao frio do sentir
Os meus olhos que de novo choraram
Não sei se de saudade ou tristeza ou sorrir
À luz de Setembro e ao frio da manhã
Com as lembranças que voltaram
Nesta hora tão vã
...

musa

Sem comentários: