Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

PERDA

PERDA

Este sentir secreto e triste
Este vazio que adentro insiste
Desperto profundo sentimental
Como peso do mundo descomunal

E do ser a alma assim desprendida
Como se o fim fosse doce e natural
Aceitar perder o melhor da vida
A dor a rasgar lâmina do punhal

Do peito sangrado em desolado pranto
Aberto na carne dos sentidos a ferida
A perda mais viva desespero desencanto

Porque sinto tanto e das mãos a escorrer
Desperto pensamento que me tira a vida
E do sentir intenso parece querer morrer
...

musa

Sem comentários: