Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 2 de julho de 2014

SOPHIA

VERSO DA POETISA

verso a emotividade ao teu regaço
essa loucura instante mar
a poesia que contigo abraço
em espraiado encanto olhar

e sabes como eu da maresia em flor
o pranto das águas em sal e luz
na praia da Granja o esplendor
da escadaria frente ao mar reluz
no regaço leito poema cor
a maresia que não viveste
o mar que não esqueceste
por tanto tanto amor

as pedras as vagas as gaivotas o vento
das profundezas a alma coroada poesia
no areal extenso o devir do sentimento
e das palavras areias castelos de fantasia

tantas histórias tantos sonhos tantos delírios
a magia da escrita tão imensa como os oceanos
por entre alegrias tristezas desalentos martírios
nos jardins recônditos do sentimento profundo
espalhas nos poemas sinais estranhos
que hão-de aperfeiçoar humano mundo

emudece olhar com tanta grandeza sentida
se lágrimas há sejam estrelas do universo
no Panteão perpetuam-te a vida
somente um verso
...
musa

 Levam-te ao Panteão engrandecendo a poesia
Num mar de gente em silêncio sentido
Tu que metade de ti és feita de maresia
As palavras doces de versado sal vertido

Do teu olhar feito algas vagas espumas
Das poças pedras de ondas beijadas
As palavras ventos abalroando escunas
Lágrimas dos tempos de emoção sulcadas

Repousa eterna e sempre mar poema
Engrandece húmido profundo verso
Salgado assoreamento da palavra serena

No sossego entre grandes nacionais
Onde o sentimento é sentir do universo
Mar de pensadores entre os demais
...

musa

Sem comentários: