Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 3 de julho de 2014

AMOR POESIA

“Podes ir comigo ao mar colher seixos?
Não tenhas medo que sinta por ti
Um pouco mais de poesia
Um pouco mais de palavra
Flui comigo
Ainda tenho a esperança de fundirmos as nossos afluentes poéticos
Obrigado... sente a carícia de um verso no teu rosto
 ...
és tu. batente azul. na baça luz do amanhecer. tu que
trabalhas.incessantemente. as pedras dos sonhos. tu que
escolhes o mar. como grande aliado da leitura. e lembras a
cada passo a sentença do poeta. "O amor vive pelas
palavras e morre com os actos". tu. que és o meu
sobressalto. e a minha insónia.
tu. sorriso descalço no céu limpo da poesia.
que me abandona. na dobra de uma página em branco.a.s"

das sombras buriladas pelo teu olhar ficam no amanhecer pedaços
no gume do cinzel lascadas visões que se perdem nos teus abraços
para além do mar só tu e eu a florescer as palavras húmidas de amor
onde o desassossego dita sentenças a poetas que preferem morrer
no sobressalto desses sorrisos e do medo que despertas em esplendor
areias leituras salgadas despertas em doces vagas silêncios e maresia
loucuras sagradas pedras soltas do teu olhar secreto azul amanhecer
as páginas vazias de poemas escondendo passos da marítima poesia

"O amor vive pelas palavras e morre com os actos" então deixa-o viver... musa

Sem comentários: