Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 15 de abril de 2014

RAMO FLOR

RAMO FLOR

Fui aos madrigais de um passado já distante
Resgatar ramo florido de lembranças adormecidas
Madrinha de uma saudade perfumada inebriante
São as rosas da infância flor ainda não esquecidas

Grinaldas estrelas alvas de sonho desabrochadas
Por entre lilases oliveira e rosmaninho
Odores recordações de memórias santificadas
Perpetuam sentidos a marcar doce destino

Pela mão do passado trilho caminho ilusão
Trago cheiros gostos visões de saudade
Dentro do peito desabrocha em flor ramo solidão

Estação florida de cores perfumes luz paisagem
Guardo no coração infância eternidade
Vou ao passado em demorada viagem
...
musa



Sem comentários: