Cartão de Visita do Facebook

sábado, 26 de abril de 2014

MEMÓRIAS LIQUIDAS

MEMÓRIAS LIQUIDAS

Suavizam lembranças do rio a correr
além da saudade dos dias do passado
perto um Tuela rio que me viu nascer
memórias raízes num destino marcado

açude de espumas em águas doçura
das fragas lavadas lisas sentimentais
saltitam as águas a selvagem loucura
dos gélidos frios em gumes de punhais

És rio da aldeia ao longe guardiã
Com a Ponte da Pedra a ti abraçada
a névoa cobrindo-te pela manhã

As mulheres aldeãs nas tuas águas
deixam sonhos desde a alvorada
contam-te segredos e as suas mágoas
musa


Sem comentários: