Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 6 de março de 2014

DOR DE MÃE

 
Mãe
Olho nos teus olhos de mãe
O sorriso ensurdecedor
Que bate as asas dentro dos meus ouvidos
Não sei mais se são risos se são gemidos
Mas é nos teus olhos de mãe a dor
Asas cortadas dos braços feridos
Tombam dos teus lábios em silêncio pendor
Os gritos amordaçados dos meus sentidos

Estás tão quieta mãe
No embalo da surdina das memórias
Arrasta o teu olhar além
Do regaço cinzelado de meigas histórias
Em esculpidas recordações
O olhar vazio com asas a esvoaçar
Num voo picado de infinitas ilusões
Há no colo dos anjos uma menina a ninar
Que é o palco dos afetos e das lágrimas por chorar

Nos braços dos anjos adormece
Sossega mãe a tua dor profunda
Que no seio ferido desfalece
E de lágrimas de tristeza inunda
O rosto que de luz se tece
E a claridade afunda
...

musa

Sem comentários: