Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 10 de março de 2014

AMOR OU RAIVA

AMOR OU RAIVA

Nada amo mais do que a poesia
Nada vivo mais do que um poema
Nada mais sou do que um verso
Amor ou raiva ou heresia
Ou essa dor que me condena
A ser mais triste do universo

E dessa tristeza enfurecida
Alimento o pranto do sentir
A essa dor sou consentida
E deixo o amor me ferir

E dessa raiva o desalento
Mais do que um verso uma ilusão
É no olhar o desalento
Que me vive a solidão

Desilusão amor ou raiva
Que caibam num poema ferido
Mas que da vida eu nunca saiba
O verdadeiro e único sentido

Desalento ingrato da paixão
Nunca o saberei viver de lágrimas
Toda a vida senti a frustração
Do que é viver penas e mágoas

musa

Sem comentários: