Cartão de Visita do Facebook

domingo, 16 de fevereiro de 2014

MATURA IDADE

MATURA IDADE

Olho a mulher ao espelho
Corpo revelado sedução
Sangue cru nu vermelho
Nas veias azedas do coração
Nos veios soltos da sua mão
Nos lábios rubros leio-lhe conselho
Que a vida ensina mas o olhar não

Olho a mulher espelhada
No vidro fosco da imaginação
A sua vida embaciada
Espelhando a solidão
Dessa mulher sozinha
Que pela vida caminha
O sonho de mão dada
No espelho contrafeito
Há luz morrendo no peito
Dos seus olhos já sem brilho
Segue-lhe o destino o trilho
Dessa inocente maturidade
Madura mulher sem idade

musa

Sem comentários: