Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

INDOMÁVEL MAR

                                      Praia de Valadares 01/01/2014
Cheira fria gélida escarpa de vagas indomáveis
Que vento ergue fúria tombando em rebeldia
Na planura das ondas espumosas imensuráveis
O mar levanta-se murmurando versos de poesia

Furioso avança como um inimigo impressionante
Invade a praia demolindo dunas arrasando areal
As águas frias de indominável senhor navegante
Rugindo areias salgadas o bravio instinto animal

Cai sobre a terra como um exército invencível
Como a estrofe arrematando gélido poema
Assim invade o chão de sossego o mar temível

Desassossego erguido fúria em indomável mar
Na praia dos sentidos em poesia tão serena
Inspiração que se ergue diante do meu olhar
musa

Sem comentários: