Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

MELODICA DOR

o medo de ter-te é igual ao medo de perder-te
é sentir nas veias escorrer desilusão
esta angustia a vencer-me
no sangue da solidão
onde possa perder-me
em descontentamento sem razão
e a não te ter-te
por dentro ferida
amarga sentida
morrer-te

há um jazz esfumando-se labirinto fumo
a melodia desprendida
perde-se ofendida
tanger profundo
desiludida

a voz rouca do trompete ergue-se no ar
da boquilha à campânula estridente
parece de dor reclamar
o que a alma sente
e chora vencida
por querer-te

e o fumo e a melodia e o choro
as lagrimas da pauta musical
esta amargura onde me demoro
esta loucura insana carnal

melódica dor em exaustão
musica tremula envolvente
jaz amor complacente
em medo ilusão

musa

Sem comentários: