Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

AUSÊNCIAS LUMINOSAS

E são relâmpagos de luz memórias do teu nome
Doces ausências luminosas que a saudade esfria
Esta angústia e dor que por dentro me consome
Acende clarão e se esvai solidão que me alumia

Iluminada recordação somente sentir ausente
No peito acesa chama o pranto luz a definhar
Já partiste há tanto tempo mas ainda o sente
No coração esse amor que a morte veio roubar

E deixou as lágrimas como luminosas ausências
Sulcadas luzes a alma do passado por esquecer
Partindo os espelhos e todas as transparências

Atravessaste negra luz do túnel da passagem
Deixando a saudade no peito de quem viver
Morri na hora tardia do início dessa viagem

musa

Sem comentários: