Cartão de Visita do Facebook

sábado, 14 de setembro de 2013

SOPRO D'ALMA

Amei tantos homens na minha pele
e não fiquei com nenhum
travo amargo doce fel
sentimento algum
culpa compromisso
o sentir omisso
alma e carne
desilusão

amei num sopro d'alma
saciando sentidos
amei por amar
sopros de instante
fiz do homem o amante
no sentir a plenitude
o sopro fulminante
da doce inquietude
do prazer

fiz o desejo acontecer
onde vontade adormecia
fiz a loucura endoidecer
no prazer de me ter
quem por prazer me queria
corpo inteiro de tesão
na luxuria do sentir
amar somente
bravia ilusão
e proibir

o que ainda sente
coração...
...

musa

Sem comentários: