Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

PRECE OUTONAL

O outono é só uma sombra nos teus olhos
São tonalidades dos verdes desmaiados
Os beijos tombando dos teus lábios
As mãos ventos descuidados
Desnorteando astrolábios
Humedecendo olhares cansados
Esfriando a claridade dos dias encurtados
E o sol arrefecendo tardes de Outubro
E as palavras manta quente com que me cubro
De poemas caindo em folhas do meu sentir

O outono é já ali e parece não mais existir
Meigas as estações desnudam-se ao rubro
Prolonga-se o verão e tarda o inverno
Em cada momento o sentimento eterno
É um abraço imenso sentido profundo
Um verso desconcertante outonal
Das várias nuances deste mundo
Que se quer vivo carnal
Num outono adormecido
Em prece renovação
Dormente despido
Quase oração

musa

Sem comentários: