Cartão de Visita do Facebook

domingo, 22 de setembro de 2013

ENTARDECER DA ALMA

É possível imortalizar na tela
Todo sentido de um entardecer da alma
Nas cores afogueadas da estrela-d’alva
Num tom esvaecido de aguada aquarela
Imortal sentir da alma entardecida
A terra toda nesse encanto
Na mescla esmorecida
Do pincel em pranto
Pintada a vida
Nesse tanto
Sentida

É possível guardar silêncio da alma inteira
Num risco esboço esquisso pintura
Aprisionar de tintas a loucura
Do mais profundo sentir
Em rasgo derradeiro
E de traços permitir
Em dócil improviso
Da tinta do tinteiro
Delinear impreciso
Insano juízo
Cumpre certeiro
Sonho do pintor
Sonho do poeta
Sonho da cor
Ágil mão

Pintada a alma razão
Os sentidos libertos pássaros a esvoaçar
O poema pintado
Os sentidos despertos pássaros a adejar
Pintura emoção
Os sentidos secretos pássaros a ondular
Retrato da alma
O sentir retratado
Em entardecida imaginação
Poente crepuscular
Da ilusão

musa

Sem comentários: