Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 17 de julho de 2013

PARA UM CISNE - Cisne Negro Pas de Deux


Na graciosidade
No sentir
Esvoaçante borboleta
Na sensualidade
No permitir
Esbelta forma da silhueta
Esplendorosa bailarina
Esmera-se na dança
Ballet da dançarina
Sintonia aliança
Salto impressionante
Cabriole excitante
Salto echappé
Eleva-se do chão
Leve delirante
Corta a emoção
Separa-se do pé
Suspensa sedução
Entrechat movimento
Pés cruzados no ar
Rodopia em suspensão
Qual brisa do vento
Assim a dançar
Em gran getés a flutuar
Quase pára o coração
Levemente o pas de chat entrelaçado
Traz a ilusão dos telhados
Vibra todo corpo arqueado
Nos pés contorcidos joelhos dobrados virados
A loucura da dança em pontas de pés
Sublimação do tour en l’air saltitante
Num ballet emocionante
Como as ondas nas marés
Há um mar dançante
Ofegante
Exuberante
Fulgurante
Nas asas do cisne a bailar
Em leveza elegante
Parece voar a dançar

musa

1 comentário:

rosa-branca disse...

Maravilhoso o poema para um bailado também muito belo. Amei demais. Beijos com carinho