Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 3 de junho de 2013

A CASA


        ( Avenida do Choupal nº 25 - Torre de D. Chama - a casa onde nasci nessa janela que se vê.)

Das casas que me viveram
Na casa onde eu vivi
Palavras versos poemas nasceram
Do pátio ao jardim onde eu cresci
Deixei parte de mim nesses espaços
Das casas que eu habitei
Deixei a alma aos pedaços
Deixei o corpo nesses traços
Deixei os sentidos e os abraços
O sono e o sonho onde me deitei
A casa o sentido e o ser
Parte de uma existência em dor
Parte de um sonho em que acreditei
Parte de uma vida vivida com prazer
Com tristeza alegria ódio e amor
Em sensibilidade meditei
Na casa aberta ao mundo
Alma e corpo e o sentir o alicerce
Sentimento dolorido e profundo
Teia que o pensar enreda e tece
Por todas elas passei
Esquecendo parte do ser
Andarilha estranhamente abandonei
Na casa deixei sem saber
Memórias lembranças recordações
Histórias de infâncias ilusões
Tão parecidas com as minhas
Como se a casa fosse um espelho
Revelando sinais advinhas
Desse mistério tão velho
Esperando eu morrer
Como a ira das vinhas
Onde o vinho espiritual
Faz a sagração do ser
E a casa sepulcral
A última morada onde eu viver

musa

Sem comentários: