Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 20 de maio de 2013

TALVEZ SEJA EU


Olho o retrato
Na tela emudecida
Talvez seja eu
Na pintura esquecida
Na gravura perdida
Na inscultura fingida
Talvez seja eu

No olhar no gosto no tato
Um risco um traço teu
Da mão enternecida
Na tela o meu retrato
Em sépia e azul céu
E parte da minha vida
Desenhado camafeu

Talvez seja eu
As cores nela pintada
Uma existência contada
No pranto de suaves dores
Uma história retratada
Destino de vários amores
Um olhar só meu

Talvez seja eu
Inscrita no painel
No rosto a cor da pele
Em travo amargo mel
Em beijos de pincel
Em bocas de papel
Talvez seja eu

Retratada inspiração
No quadro colorido
Faz todo o sentido
Na tela a ilustração
Talvez seja eu
Talvez seja o meu olhar
Talvez seja o meu rosto
Quase igual ao meu
A luz a cintilar
A cor de que eu gosto
Talvez seja eu
Nesse rosto por pintar
musa

1 comentário:

Theresa Russo disse...

Divina poesia puro poema...Saudações cara Musa!