Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 8 de maio de 2013

CORPO NAVEGADO


Navego num cio gelado
Num porão de sentidos
Num corpo cansado
De doidos gemidos
À flor da pele escuridão
Vagueiam despidos
De pudor tesão
Em húmida claridade
Doce sensualidade
Teus olhos extasiados
No meu sentir perdidos
Nos teus dedos emaranhados
No meu olhar rendidos
Nessa insensata sedução
De desejos enfeitiçados
Em gozo pecado
Furtiva emoção
Louco navegar
Penetrado
Excitação
Teu olhar
Paixão

Navego na tua pele ardente
Carrego vagas de loucura
Carnal sentir consente
Este navegar de ternura
Na pele húmida quente
Feita vaga espuma alvura
Tombando na candura
Do teu olhar que sente
Do meu a doçura
Do teu a frescura
Complacente
Consente

Num navegar fluorescente
O brilho em fogo do doce suor
A pele iluminada depois do amor
Ardente excitada luminescente
De frio cio gelo calor
No horizonte poente
Doce torpor
Surpreendente
Solitário navegar
Até em ti naufragar
De repente
musa 

Sem comentários: