Cartão de Visita do Facebook

sábado, 20 de abril de 2013

CUMPLICIDADE


Céu e o mar confundem segredos de pele e sentidos
Há no horizonte desconhecido um caminho ousado de prazer vivo
Uma rota por decifrar em rituais e gestos incompreendidos
Luminosidade obscurecida onde o poema se perde contigo
Há na terra a palavra viva dos poemas desconhecidos
Onde poesia encontra no teu sentir doce abrigo

Chão que leitura leva ao teu estranho pensamento
Em pedaços de memórias e lembranças desprendidos
Claridade perdida em profundo sentimento
Na loucura destemperada da vida
O verso do teu Ser consentido

Afagos de poemas em rotas de cumplicidade
Com asas soltas em abraços de sentir
Versos fendidos de loucura sensualidade
Derramada poesia em seu existir

Deixo-te as palavras em caminho do tempo
Contigo saberás guardá-las por dentro
Em secreto lugar escondido
musa

1 comentário:

Maria Ponte disse...

A excelência em poesia! Fico sempre encantada. Beijinhos