Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

MANHÃ NA SUA PELE


daqui a pouco amanhece
e a noite sem ter para onde ir
a escuridão arrefece
e a lua traz o seu sentir

aromas e cores despertam o florir
sinto falta do teu corpo amanhecido
são horas de espanto por cumprir
no seio sagrado do teu sentido

há uma noite escura
feita dos nossos segredos
cúmplice de caricias e ternura
na pele aplacada de ousados medos

a manhã se tece na trama dos nossos dedos
vindo vestido de loucura e sentimento
a vida acontece feita de enredos
quase no escuro do pensamento

madrugada fria na pele dos nossos sentidos
tatuada sombria no luar recatado
há estrelas brilhando nos olhos perdidos
como um dia acordando ao seu lado

sinto-me o orvalho de um tempo sem idade
prenhe de excitação prestes a alvorecer
botão de rosa se abrindo de saudade
ao toque de súplica no seu olhar de prazer

garanhão e amazona correndo pradarias
no domínio ousado de pele sensualidade
explorando o corpo de tantas fantasias
manhã e noite respirando liberdade

musa

Sem comentários: