Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

DANÇA DAS MIL E UMA NOITES



Vestirei véus e lantejoulas
Sobre o teu tapete
Voarei a dança do ventre
Lábios rubros como papoilas
Silhueta esbelta dentro do corpete
Nos teus olhos brilhando desejo quente
Esvoaçando lenços no quadril
Vestida de seda fina cambraia azul anil
Trago ao teu sentir o sol poente
Pratica sagrada no teu olhar de fogo manso
Faço-me deusa em sacrificado altar
Venerada por ti em ritual indecente
Toda a excitação que por dentro danço
Convidando ao desejo doce sedução de amar
E sentes murmúrio das pétalas de metal
Balançando no corpo junto ao umbigo
Salivando na tua boca sede e fome carnal
Como se a dançar obedecesses a um castigo
Véus de seda em delírio sensual
Percorre frenesim todo o corpo movimento
Dança do amor em doce cerimonial
Rebolando serpenteando o pensamento
Em transe inspiração ritual
Pedrarias fitas rendas sensualidade
Beijo-te olhar contentamento
Vibrações música sinuosidade
Levo-te a voar fora do tempo
musa

Sem comentários: