Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

CAFÉ NA LUA - para ti RZorpa Ruimonti


http://rzorpa-aflordapele.blogspot.pt/2013/02/sem-licenca-iii_1.html

Não sei desse cheiro dos cafezais
Mantos verdes enluarados
O orvalho da pele humedecida
No tacto dos dedos aromas carnais
Entre olhares enfeitiçados
E a lua consentida

Por um poema teu
Um café na lua ou eu
E toda a nossa vida

Brilha nos olhos o café ardente
Esperam por nós rubras bagas
Na pele suada e quente
As minhas mãos guardas
Que meu olhar consente
Nas tuas mãos afagas
Olhar confidente
Há motivos desenhados
Arabescos com café
Traços embainhados
Como quem pinta com o pé
E desenha a sedução
Na pele nua do teu ser
Que cheira a excitação
Depois de uma noite de prazer

Por um poema teu
Todo meu eu e todo teu ser
Um café na lua ou eu
E toda a nossa vida por contar
E toda a nossa vida por sonhar

E há cestos levando sonhos à lua
E mãos que colhem doces sentidos
E aromas da tua pele nua
Nos lábios e na boca travos perdidos
Sabor e gosto a tua pele crua
No fundo da chávena desejos tidos

RZorpa Ruimonti
Há um aroma a café quente
Que minha pele, na tua, inventa...
Não sei o nome, mas sei da lua
A pele que minha, a tua tenta...

É um fragor, uma unção, de sabor a menta... e sedução
musa

Sem comentários: