Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 11 de julho de 2012

ALMA CARMESIM

Tua alma pelas escadas
Sobe tranquila na sua ascensão
Eleva-se mortal passo a passo
Até ao templo da redenção
Trespassa leve nas arcadas
Tomba na pedra frio regaço
Acolhendo entrada carmesim
Onde outras estão guardadas
No eterno limbo à espera de mim

Sossega a alma entristecida
Desassossegado corpo laço e ledo
Acenas das escadas em despedida
Eleva-se do ser em segredo
No mistério maior da vida
Entre a paz e o medo
Na serenidade sentida
Despe o vestido vermelho
Deixa as vestes pela escadaria
Na escada fria sobe ao templo
Onde destas palavras te contemplo
Em passos de poesia
musa

Sem comentários: