Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 6 de abril de 2012

CHORO DE PÉTALAS SOBRE O BANCO

Chovem pétalas sobre o banco meu colo
Chovem gotas vermelhas da tua alma
Hinos de triste solidão que acalma
No silêncio gume desse consolo

Estrelas do céu flores de martírio
Escuridão que a noite acoberta
Traz aos meus sonhos doce delírio
Essa tristeza que em mim desperta

E nem sequer me lembra que é num banco
Que adormeço o passar dos dias
E aqueço corpo e alma de choro pranto

Possam das minhas pétalas flores
Desfolhadas lágrimas fantasias
Derramar todas as minhas dores
musa

Sem comentários: