Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 19 de março de 2012

VELEIRO

O meu sentir
Imensidão de mar
Sal a refulgir
Joia em doce ondear
Catedral marítima
Interior de um navegar
Errante solidão
A alma um casco de veleiro
Em união tão íntima
Corpo de águas tinteiro
De azuis lágrimas
Luzidio solitário
Em dedo de vagas
Mão do meu sentir
Velas do olhar
Desfraldadas
Palavras a luzir
No espelho do mar
Poesia
musa

Artista: Eduardo de Martino (1838–1912)
Título Português: Veleiro em alto mar
Data desconhecida - Óleo sobre tela: Dimensões 27 × 31 cm
Localização atual: Museu Nacional de Belas Artes


Sem comentários: