Cartão de Visita do Facebook

domingo, 18 de março de 2012

POR (por ti) TU (por tu) GAL (igual)

Sou toda o meu país

De cidade em cidade
Contornos silhueta que diz
Cores de esperança e liberdade
Vermelho e verde
Quinas de conquistas
Um país com sede
De orações saudosistas
Contas de um rosário
Cada aldeia uma prece
Cada vila um sacrário
Onde tudo acontece

Por ti
Por tu
Igual

Comungam-se o tempo e as tradições
Da Páscoa ao Natal
Cada ritual das estações
Toda uma etnografia de sentidos
Despertam-se sonhos e ilusões
Em combates prometidos
E outras tantas absolvições

O meu país tem Poesia
Chão de tantas contemplações
Chão fértil de orgulhosos Poetas
Chão de tantas resignações
As palavras têm cheiro a maresia
Tem no Fado saudades despertas
Do tempo dos grandes navegadores
Cruzando mares em descobertas
Descobrindo ilhas dos amores

Meu país de pastores e de doutores
Tem serras cercanias
Planícies de mel dourado
Com espigas a esvoaçar
Tem realidades e fantasias
Cursos de água veias de rios
Onde pulsa um coração suspirado
Orgulhoso de tantos desafios
Desse além procurado
Com emoção a palpitar
Aldeias de montanha perdidas
Aninhando tantas vidas
Tem casa poesia
Tem o Mar da Palha
Tem castelos encantados
Por onde a luz poalha
Segredos murmurados
Plantados à beira-mar
Tem fios presos fios desprendidos
Onde a história fica a sussurrar
Que une gente diversificada
Homens e mulheres destemidos
Que vão à luta por nada

Tem chuva tem sol e tem neve
Tem toda uma costa de praia
Água azul esverdeada
Aragem fresca e leve
Com areais de mansidão
Tem do outro lado a raia
Gentes que se misturam
Em perfeita união

Tem sabores cheiros
Temperados no vinho
Tem jardins canteiros
Estadistas cuidando do destino
Receitas que inebriam paladar
Uma cultura que ensina caminho
Uma língua que dá gosto falar
Poetas de gastronomia
Cozinheiros de palavras
Nascente que leva todas as águas
A uma foz de Poesia
Cada vez mais amo o meu país
Amo ser Portuguesa
Amo ter e sentir esta certeza
De aqui ser muito feliz
Amo este país pequeno
Do norte ao sul uma catedral
De clima temperado ameno
Chama-se o meu país
PORTUGAL
musa

1 comentário:

EU disse...

Adorei, querida amiga!!!
Parabéns!
Bjos :)