Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 20 de março de 2012

Madredeus - O Mar "Saudade"



Chamo por ti
Nomeio-te em pensamento
Tanto que de ti já senti
Grito-te no vento
Reclamo teu olhar azulado
Que de mim eu já te vi
No espelho do outro lado
Mar que ficou saudade
Desse azul que perdi
Pátina de brilho humedecido
Tem no anil tonalidade
De um vidro escurecido
Espelhando o céu
Cor serenidade
Ao meu sentido
Clamo presença do mar
Que no olhar é meu
Estendo a voz a chamar
Por ti fico a soluçar
Grito que azul emudeceu
Surdo murmúrio a deslizar
Da garganta dorida
Que em vagas de hortências
De pétalas a desabrochar
Na flor de todas as inocências
Parece uma nuvem florida
Sobre o céu do alto mar
De nuance colorida
Que ondula meu sussurrar
Até ao além desta vida
musa

1 comentário:

JOSENI disse...

Olá,
Vim te agradecer a visita e ao mesmo tempo seguir esse maravilhoso blog!!
Um abraço