Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

NOS TEUS NEGROS CARACOIS


É nos teus cabelos
Que se enrola o desejo
Na profundidade dos teus olhos belos
No sentir do teu doce beijo
Cobrindo-me o corpo de incansáveis desvelos
Imensurável prazer

Meu dócil amante de loucos sentidos
De ousado intenso querer
Profanada a pele de beijos perdidos
Em vibrante cansaço doce tremer
Afagos em trémula loucura
Carinho amor e ternura
Deixada acontecer

Pelos dedos enrolados nos teus caracóis negros
Caricias espantando tremores e medos
Pequenas poesias anelares
De elos presos nos teus cabelos
Onde nos meus confiares
Todos os teus apelos
E dentro de mim sentires
Sem me pedires

Deixa-me na tua pele construir castelos
Do sal da tua pele humedecida
Enrolar nos cabelos novelos
Dessa paixão sentida
musa

Sem comentários: