Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 11 de outubro de 2011

SONHO AFOGADO


E vem o sonho mar cheio
E faz da alma oceano
E vem o pensamento
Doce intuir enleio
Intenso tamanho
Sentimento

Grita barulhento
Agita-se de vagas alteradas
Mar encrespado cinzento
Ondas atrás de ondas agitadas
Inundam de azul olhar
Que esta madrugada fui ver
Sobre o areal ainda molhado
Senti debaixo dos pés o prazer
De todo esse mar frio e salgado
Fazendo-me sentir e ser
Aos meus pés descalços
Areia do areal inundado
Perdidos olhares percalços
De um só pensar
Vaga de mar
Sonho afogado
musa

1 comentário:

EU disse...

Bom dia...Logo que possa virei ler os teus poemas. Fiquei curiosa!
Bjinho :)