Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 25 de outubro de 2011

SÓ UMA VIDA


Desejei ter uma vida
Só minha
Sem partilhas
Nem sentidos
Rainha
Duma vida solitária
De mistérios
E de segredos
Proibidos
Imaginária
De medos
De ousadias
De fantasias
De enredos
De enlevos
Prisioneira de alegrias
Moradora de sonhos
Fazedora de poesias
À rédea de demónios
Lutadora de vaidades
Por caminhos de solidão
Cativeiro de liberdades
Em passos de sedução
E essa vida desejada
Afinal não era
O que eu queria
Entre o tudo e o nada
Mais valia
Somente ser
Poesia
musa

Sem comentários: